Certificações:

Anbima: CPA-10, CPA-20, CEA          ANCORD: AAI             Planejar: CFP

Quem são os intermediários financeiros?

Falaaaa galera,


Tudo bem?


Vamos seguindo nossos estudos para sua aprovação na sua prova de certificação, iremos abordar os intermediários financeiros que são os Bancos Comerciais, Banco de Investimento e Banco Múltiplo.


Os bancos comerciais são instituições financeiras privadas ou públicas que têm como objetivo principal proporcionar suprimento de recursos necessários para financiar (emprestar), a curto e médio prazo, o comércio, a indústria, as empresas prestadoras de serviços, as pessoas físicas e terceiros em geral.

A captação de depósitos à vista (conta corrente), livremente movimentáveis, e empréstimo de dinheiro é atividade típica do banco comercial. Deve ser constituído sob a forma de sociedade anônima e na sua denominação social deve constar a expressão "Banco". (Resolução CMN 2.099, de 1994).


Para melhor entendimento dos participantes do Banco Comercial:

* Agente superavitário: Cliente/Investidor que possui dinheiro disponível buscando ganhar com investimentos;

* Instituição financeira: O BANCO na qual irá realizar esta intermediação;

* Agente Deficitário: Cliente que procura o banco em busca de empréstimo;

Neste contexto o banco utiliza o dinheiro do agente superavitário e empresta para o agente deficitário cobrando juros maiores em relação os rendimentos pagos aos agentes superavitários. Esta diferença é chamada de “spread” e este é o lucro das instituições financeiras.


Os Banco de Investimento são instituições financeiras privadas especializadas em operações de participação societária de caráter temporário, de financiamento da atividade produtiva para suprimento de capital fixo e de giro e de administração de recursos de terceiros. Devem ser constituídos sob a forma de sociedade anônima e adotar, obrigatoriamente, em sua denominação social, a expressão "Banco de Investimento".

Não possuem contas correntes e captam recursos via depósitos a prazo (conta de Investimento), repasses de recursos externos, internos e venda de cotas de fundos de investimento por eles administrados. As principais operações ativas são financiamento de capital de giro e capital fixo, subscrição ou aquisição de títulos e valores mobiliários, depósitos interfinanceiros e repasses de empréstimos externos (Resolução CMN 2.624, de 1999).


Para melhor entendimento dos participantes do banco de investimento:

* Agente superavitário: Cliente/Investidor que possui dinheiro disponível buscando ganhar com investimentos;

* Instituição financeira: O BANCO na qual irá realizar esta intermediação;

* Agente Deficitário: Empresa que busca dinheiro emprestado junto a investidores;


Neste contexto o banco utiliza o dinheiro do agente superavitário e repassa a empresa que deseja o dinheiro emprestado. Com isto a empresa cria uma dívida com o investidor que deverá ser paga a fim de garantir investidores disponíveis a financiar as atividades da empresa.

Obs.: Nesta modalidade o investidor não é sócio da empresa. Nesta situação ele empresta dinheiro a empresa e a mesma deverá pagar o que foi emprestado mais os juros que serão a remuneração do investidor.

Os bancos múltiplos são instituições financeiras privadas ou públicas que realizam as operações ativas, passivas e acessórias das diversas instituições financeiras, por intermédio das seguintes carteiras:

* Comercial, de investimento e/ou de desenvolvimento, de crédito imobiliário, de arrendamento mercantil e de crédito, financiamento e investimento.

OBS: O banco múltiplo deve ser constituído com, no mínimo, duas carteiras, sendo uma delas, obrigatoriamente, comercial ou de investimento, e ser organizado sob a forma de sociedade anônima.


Essas operações estão sujeitas às mesmas normas legais e regulamentares aplicáveis às instituições singulares correspondentes às suas carteiras. A carteira de desenvolvimento somente poderá ser operada por banco público. As instituições com carteira comercial podem captar depósitos à vista. Na sua denominação social deve constar a expressão "Banco" (Resolução CMN 2.099, de 1994).


OBS: Deve possuir UM CNPJ para cada Carteira. Podendo publicar um balanço único.


Te ajudou a entender mais sobre o assunto?


Um grande Abraço

Prof. Fernando Gaspar

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo